Conecte-se conosco

Tecnologia

WhatsApp Limita Reenvios de Mensagens a 5 Destinatários

O aplicativo de conversas WhatsApp está limitando para cinco o número de vezes que um usuário pode reenviar um texto, em uma tentativa de combater disseminação de informações falsas.

Publicado

em

O aplicativo de conversas WhatsApp está limitando para cinco o número de vezes que um usuário pode reenviar um texto, em uma tentativa de combater disseminação de informações falsas e rumores, afirmaram executivos da companhia nesta segunda-feira (21).

Estamos impondo um limite de cinco mensagens em todo o mundo a partir de hoje“, disse Victoria Grand, vice-presidente de comunicações do WhatsApp, em evento na capital indonésia.

Os usuários de dispositivos Android receberão a atualização primeiro, a partir desta segunda, e depois o novo limite também será disponibilizado para aparelhos Apple.

Anteriormente, um usuário do WhatsApp poderia reenviar uma mensagem para 20 outros usuários ou grupos, independentemente do número de pessoas que existam no grupo. O limite de pessoas em um grupo do WhatsApp é 256. Com a nova medida do aplicativo, ainda é possível encaminhar uma mensagem para 5 grupos, por exemplo.

O limite de cinco reenvios expande para nível global uma medida que o WhatsApp colocou em prática na Índia em julho, depois da disseminação de rumores em mídias sociais que levaram a assassinatos e tentativas de linchamento.

WhatsApp Limita Reenvios de Mensagens a 5 Destinatários

Medida Contra Boatos

O WhatsApp, que tem 1,5 bilhão de usuários em todo o mundo e foi comprado pelo Facebook em 2014, está tentando encontrar formas de impedir o uso indevido do aplicativo.

Nos últimos anos, cresceram preocupações globais em torno da disseminação de notícias falsas, fotos manipuladas, vídeos fora de contexto e boatos transmitidos por mensagens de áudio.

Por causa da criptografia de ponta-a-ponta nas mensagens, elas só podem ser lidas por quem envia e recebe, limitando a capacidade do WhatsApp de controlar o tipo de conteúdo que é compartilhado no aplicativo.

G1 > Editado por Like News

Publicidade
Publicidade